O que produtores referência têm em comum? Veja as práticas que trazem destaque entre agricultores

A comercialização é um dos grandes gargalos da cadeia produtiva de alimentos, especialmente quando oriundos da agricultura familiar. Mas existem produtores que fazem a diferença e estão sempre à frente, buscando conhecimento, procurando se adaptar às novidades e atendendo as demandas de clientes e consumidores. É justamente esse posicionamento que vem destacando alguns agricultores. Você também pode seguir esses exemplos e tornar o seu cultivo uma referência.

1

Associam-se à Cooperativas

As cooperativas desempenham um papel importante na cadeia produtiva de alimentos, trazendo diversos benefícios aos produtores. A principal vantagem de associar-se a cooperativas é a garantia de venda. Ou seja, o produtor planeja o plantio conforme a demanda da cooperativa, sabendo que aquela produção será absorvida, reduzindo assim, as perdas por falta de escoamento da produção. 

Podemos citar, por exemplo, a Cooperativa Mista de Agricultores Familiares – COOMAFITT, a qual atua de forma que todos participem das decisões sobre classificação das frutas, preço dos produtos, abertura de mercados e estratégias para buscar novos consumidores com os produtos familiares da região. A garantia de preço justo na comercialização dos produtos. 

A COOMAFITT também incentiva a autonomia produtiva e econômica das mulheres e desenvolve projetos que visam criar oportunidades ao jovem rural no campo, contribuindo para a permanência dos jovens no campo.

Desde 2019, a COOMAFITT iniciou uma parceria com a Elysios. Através da plataforma Demetra, a cooperativa pode se adequar quanto à rastreabilidade, podendo assim, ser aprovada em processos licitatórios para fornecer alimentos às escolas e hospitais. Os agricultores também possuem acesso gratuito ao Campo Digital, por meio do qual podem organizar as atividades da propriedade e fazer a rastreabilidade da sua produção. O Demetra torna mais eficiente o trabalho dos técnicos, uma vez que podem acompanhar em tempo real as atividades realizadas pelos produtores e os monitoramentos de pragas e doenças. 

COOMAFITT, 2017. Terra de Areia/RS. Luiz Carlos da Silva Pizzolotto, agricultor bananeiro. Foto de Ubirajara Machado
COOMAFITT, 2017. Terra de Areia/RS. Luiz Carlos da Silva Pizzolotto, agricultor bananeiro. Foto de Ubirajara Machado

As Cooperativas voltadas ao crédito também fazem a diferença na vida do agricultor, pois possibilitam a realização de projetos, que muitas vezes seria inviável financeiramente para o agricultor. Esse suporte contribui muito para expandir a produção e melhorar a qualidade dos produtos, melhorando  a comercialização.

A Cooperativa Sicredi é um excelente modelo de cooperativa de crédito, pois prioriza o atendimento, bom relacionamento, a transparência e a gestão democrática. Ou seja, existe uma preocupação em melhorar a qualidade de vida dos associados. A Sicredi Serrana foi a primeira do grupo a estabelecer parceria com a Elysios. Atualmente o projeto conta com 233 produtores. A plataforma Demetra ajuda a centralizar informações acerca dos produtores, agilizando o processo de análise para concessão de crédito, financiamento e seguro agrícola. O produtor, por sua vez, tem acesso ao aplicativo, por meio do qual é possível gerenciar as atividades da propriedade e fazer a rastreabilidade. 

Como citamos, existem várias vantagens de associar-se à cooperativas. Em contrapartida, os produtores não associados precisam andar com as próprias pernas. Não possuem suporte com assistência técnica, precisam ter capital para novos investimentos. Precisam conquistar seus próprios clientes e organizar a logística para entrega da produção.

2

Utilizam ferramentas para organização

Organização é uma das chaves para o sucesso, especialmente nos dias atuais, onde lidamos com uma enormidade de informações e dados. Que produto você aplicou semana passada? Qual dosagem utilizou? Quais áreas foram tratadas? Essas informações são importantes para ter um planejamento eficiente das atividades.

Registros no Caderno de Campo Digital com aplicação de insumos.

A Família Ludwig utiliza o Caderno de Campo Digital para fazer a organização da propriedade e já relatou aumento de 20% nas vendas depois que começou a utilizar a ferramenta. Além de fazer a gestão, o aplicativo gera as etiquetas com a identificação do produto. Essa etiqueta mostra a origem do produto, sendo uma maneira simples de divulgar o cultivo e aumentar a lista de clientes.

Morangos produzidos pela Família Ludwig

O produtor que não utiliza uma ferramenta de gestão, acaba esquecendo de fazer as anotações no papel e na maioria das vezes, não sabe qual está sendo o lucro, nem consegue identificar possíveis falhas no sistema. Ou seja, não consegue explorar o potencial produtivo dos cultivos, por não ter informações suficientes.

3

Produzem alimentos com rastreabilidade

Atender à rastreabilidade não é apenas cumprir uma normativa, mas mostrar transparência e preocupação para com os consumidores e com a segurança alimentar global. É o primeiro passo para comprovar a adoção de boas práticas no cultivo, agregando valor ao produto e consequentemente, atingindo mercados que pagam melhor.

Através da rastreabilidade é possível obter a certificação orgânica, o Selo Brasil Certificado, o Certificado Fitossanitário de Origem, a certificação Global GAP, a certificação Fair for Life, entre outras certificações, as quais são importantes para promover a comercialização nacional e internacional de frutas, verduras e derivados e com isso, aumentar a visibilidade da agricultura brasileira.

A Citrícola Vale Verde já está experimentando os benefícios de fazer a rastreabilidade. Novos clientes já entraram em contato para estabelecer parcerias. Veja o depoimento do Cristian Ulrich neste pequeno vídeo.

A Biocitrus é uma empresa referência em óleos essenciais cítricos no Brasil e no Mundo e também escolheu a Plataforma Demetra para ajudá-los com a rastreabilidade de toda a cadeia de fornecedores e com a obtenção de certificações exigidas por clientes internacionais. Garantindo assim, a competitividade da indústria no mercado.

O resultado de uma produção rastreada é a maior segurança dos alimentos e maior credibilidade por parte do consumidor.

Por outro lado, os produtores que não fazem rastreabilidade, podem se tornar menos competitivos, perder seu espaço no mercado e ainda serem multados pelo não cumprimento da normativa.

4

Investem em inovação e tecnologia nos cultivos

A tecnologia está cada vez mais acessível aos produtores. Além de garantir maior qualidade e produtividade aos cultivos, a tecnologia auxilia no uso mais eficiente do tempo.

A Família Hortiflach é referência em Boas Práticas Agrícolas no cultivo de hortaliças, sendo também referência em tecnologia e rastreabilidade. O Sistema Demetra instalado na propriedade Hortiflach faz a coleta automática dos dados de microclima (umidade e temperatura do solo, umidade e temperatura do ar e radiação solar) sem a necessidade de conexão com a internet. Essas informações podem ser acessadas a qualquer momento pelos usuários vinculados na propriedade, auxiliando na tomada de decisão do dia a dia, como no controle dos níveis de umidade para um melhor aproveitamento da água na irrigação. O sistema permite saber exatamente o que a planta precisa e quando ela precisa. Assim, os recursos da propriedade são sempre otimizados, diminuindo os custos gerais para o produtor e  aumentando a qualidade do produto.

Sensores de umidade e temperatura do ar e do solo em estufa de hortaliças
Sensores de umidade e temperatura do ar e do solo em estufa de hortaliças

A Estufa La Rouge também é uma grande referência em tecnologia. Os tomates de variedades diferenciadas produzidos na estufa são orgânicos e utilizados na elaboração de pratos veganos do restaurante da família. 

O sistema de Controle e Automação da La Rouge otimiza o uso de bombas através de algoritmos para funcionamento com válvulas e melhores agendamentos de irrigação de forma que a planta esteja sempre na tomada de decisão no cultivo. Para isso, une sensores de umidade e temperatura do ar  e do solo e radiação solar espalhados no cultivo com aplicativo mobile e web voltados para registros, gestão de tarefas e acompanhamento. A Elysios auxiliou na elaboração do projeto e atualmente faz o acompanhamento do funcionamento do sistema. Sempre trazendo novidades e melhorias.

Produção de tomates na Estufa La Rouge

Quem não gostaria de comer em um restaurante, sabendo exatamente de onde veio aquele alimento? Pois é, o consumidor está cada vez mais preocupado com a origem do seu alimento e está disposto a valorizar mais os produtos com origem conhecida.

O não investimento em tecnologias, como no cultivo protegido, deixa o produtor muito suscetível às condições climáticas do local. Chuvas fora de época, temperaturas elevadas, geadas, granizo, entre outros eventos, podem colocar em risco todo o investimento de uma safra. Além disso, a produção a céu aberto restringe a janela de cultivo, de forma que o produtor não consiga fornecer determinados produtos ao longo do ano inteiro. Além disso, o não controle de variáveis como pH e condutividade elétrica das soluções de fertirrigação, pode prejudicar o desenvolvimento das plantas e gerar gastos desnecessários com fertilizantes.

5

Conhecem o hábito dos consumidores

Acompanhar as mudanças nos hábitos alimentares dos consumidores também é um diferencial. Nos dias atuais, os consumidores querem praticidade. Neste caso, os alimentos minimamente processados atendem a essa demanda, pois já vem prontos para o consumo, basta abrir a embalagem e consumir. Investir em embalagens, portanto, é a grande chave para manter a qualidade do alimento por mais tempo e evitar a proliferação de microrganismos que deterioram o alimento e prejudicam a saúde.

Tomates Grape produzidos e embalados na Ecofruto
Tomates Grape produzidos e embalados na Ecofruto

O visual da embalagem é outro ponto que atrai os consumidores. Veja o exemplo do licor e da geleia derivados dos morangos produzidos pela Morangos França. O aproveitamento de frutas e vegetais através da fabricação de subprodutos, como geleias, sucos, polpa, sorvetes é uma forma muito eficiente de agregar valor aos produtos e evitar o desperdício.

Licor e geleia produzidos pela Morangos França
Licor e geleia produzidos pela Morangos França

A dona Maria do Sítio da Vó Maria está sempre preocupada com o bem-estar dos seus clientes e a transparência é a chave do seu negócio. Produtora associada da COOMAFITT, trabalha há mais de 20 anos com morangos e há 5 anos com produção orgânica. Além do morango, a Vó Maria produz diversas plantas alimentícias não convencionais (PANCs) e chás, os quais fornece para uma loja de produtos naturais no litoral. Além disso, está sempre correndo atrás de cursos e maneiras de diversificar e melhorar a produção. Em breve estará com as portas abertas para receber os clientes e futuros clientes para conhecerem a propriedade e o cultivo.

Morangos do Sítio da Vó Maria

Muitas vezes são os pequenos detalhes que fazem a diferença. Os produtos mal apresentados, sujos e mal conservados não passam segurança ao consumidor. Logo, será difícil comercializá-los e cobrar melhor por eles.

6

Divulgam seu trabalho na internet

Produzir alimentos seguros, com qualidade elevada e boa apresentação não garantem a comercialização. Os consumidores precisam ter conhecimento da existência desses produtos. Os irmãos Leandro e Leonel Mattana decidiram investir em uma página digital para contar a história, mostrar a produção e a forma como cultivam as uvas de mesa, caquis e pêssegos. Dessa forma, consumidores de diversos lugares terão a oportunidade de conhecer e experimentar os produtos.

Videiras da Família Mattana

A Cleomir e Diogo Mundel Citrus (CDM Citrus) de Montenegro, também criaram uma página para divulgar a história por trás do cultivo de Citrus e mostrar aos futuros clientes todas as variedades produzidas e onde é possível encontrá-las. 

Pomar da CDM Citrus
Pomar da CDM Citrus

Produtores que não divulgam seus produtos deixam de conquistar novos clientes, podendo inclusive, perder os mais antigos, pois os consumidores gostam dessa proximidade que a internet possibilita entre produtor e consumidor.

Mais conteúdo: