A-produção-de-cogumelos-como-combate-à-eutrofização-elysios

A produção de cogumelos como combate à eutrofização!

Nos noticiários, muitas vezes ouvimos falar dos danos causados pela constante e crescente poluição de nossos rios e lagos.

Entre os principais males estão as aplicações constantes de químicos em nossos cultivos. O uso excessivo de defensivos e fertilizantes químicos prejudica não apenas o produtor e o solo em que é aplicado, mas também os rios para qual este líquido escorre.

Os fertilizantes são compostos de minerais solúveis em água e chegam facilmente aos rios e lagos em grandes quantidade. Entre estes estão os sais de fósforo e nitrogênio, amplamente utilizados na agricultura.

A quantia excessiva desses minerais acarreta um crescimento de algas anormal, pois não há mais a presença de fatores limitantes e assim forma-se um aumento exponencial de biomassa nas águas. O destino esperado é a degradação por parte de organismos decompositores com processos de demolição desta biomassa, para isto ocorrem o consumo de oxigênio tirado dos peixes de nossos rios. Este fenômeno é chamado eutrofização das águas e o resultado mais evidentes é uma morte excessiva de peixes por aneroxia, afetando setores como a pesca e as atividades relacionadas.

O uso sustentável de fertilizantes pode ser considerado?

Pleurotu ostreatus, cogumelo utilizado no estudo!

Sim. Relatos recentes em um estudo da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, apresentou alternativas estudadas atualmente com o objetivo de limitar a ingestão de sais de fósforo e nitrogênio nas culturas.

No estudo considerado, os detritos das usinas de biogás, além de produzir metano, foram utilizados para fertilização sustentável dos campos em comparação com os fertilizantes químicos normalmente utilizados na agricultura.

No entanto, algumas coisas podem ser necessárias para reduzir a eventual presença excessiva de nutrientes em solos tratados com detritos orgânicos que vem da usinas de biogas, a resposta a este tipo de problema pode vir de cogumelos.

Sim, os cogumelos, organismos que usam a substância orgânica derivada dos detritos como uma fonte de carbono, transformando-a em proteínas. Para isso, foram utilizados, nos testes, resíduos sólidos e líquidos desses detritos orgânicos como fonte de insumos para a produção de Pleurotus ostreatus (shimeji-preto). Assim, o estudo mostrou que esses materiais podem ser usados para compensar os nutrientes em falta nos substratos, ao mesmo tempo em que atingem altos rendimentos.

A produção mundial de cogumelos aumentou trinta vezes em quarenta anos e em 2013 foi avaliada em US $ 30 bilhões. Além disso, na dieta humana, as proteínas fúngicas podem ajudar a reduzir o uso de proteínas animais com um impacto positivo adicional no meio ambiente global. O cultivo de cogumelos representa uma reutilização de digestores sólidos potencialmente de alto valor e pode ajudar a reduzir a aplicação excessiva de nutrientes para a terra dos digestores próximos.

Um grande exemplo de preocupação e cuidado com a terra e o uso de fertilizantes, é a Mighty Greens! Eles produzem microverdes (brotos altamente nutritivos de diversas variedades) em containers, sem o uso de qualquer químico, cultivados com água filtrada, substrato de fibra de coco e minerais. Além disso, utilizam sementes com garantia de zero uso de fungicidas, da Isla sementes. Dessa forma, conseguem fornecer alimentos altamente nutritivos, produzidos em pequenos espaço dentro das grandes cidades, facilitando o acesso à hortaliças de alta qualidade ao mesmo tempo em que libera áreas que seriam usadas para cultivo para outros uso, como reflorestamento ou agroflorestas!

Fonte: Brendan J. O’Brien, Eric Milligan, Jon Carver, Eric D. Roy (2019) Integrating anaerobic co-digestion of dairy manure and food waste with cultivation of edible mushrooms for nutrient recovery. Bioresource Technology 285 121312

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Conheça a Elysios

Descubra nossas soluções de controle, sensoriamento e gestão de cultivos!

Você também pode gostar:

Fechar Menu