5 Dificuldades e problemas na agricultura familiar Brasileira.

5 Dificuldades e problemas na agricultura familiar Brasileira.

Não é novidade que a agricultura familiar tem um grande peso na economia Brasileira.

Imagine que se a produção agrícola brasileira fosse somente familiar, ainda assim estaríamos entre os 10 maiores do agronegócio mundial. Além disso, a agricultura familiar é a base da economia de 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes. Ao mesmo tempo em que é responsável pela renda de 40% da população economicamente ativa do País e por mais de 70% dos brasileiros ocupados no campo, como divulgado no último Censo Agropecuário.

Ainda assim, mesmo com tamanha representatividade no agronegócio mundial, a agricultura familiar no brasil permanece desassistida e, por causa disso, ainda sofre com dificuldades e problemas básicos. Selecionamos cinco que constatamos nas nossas pesquisas e conversas com produtores:

1 – Clima e degradação ambiental

Presenciamos cada vez mais o clima no mundo se alterando, atingindo valores extremos e com desastres climáticos que nunca haviam acontecido, além de estarmos esgotando as reservas de recursos naturais previstas por ano (falamos disso aqui). Dados da FAO (food and agricultural organization from ONU) indicam que em 2050 a população mundial estará próxima de seus 10 bilhões, dessa forma será necessário que a produção de alimentos aumente em 70% sobre o que é produzido hoje em dia. É insustentável buscar formas de aumento da produtividade apenas através de um maior consumo de água e fertilizantes, como o usual.

2 – Poucas informações

A utilização de smartfones no campo cresceu aproximadamente 45% nos últimos anos, além do acesso a internet já ser possível em mais regiões. Ainda assim o produtor recebe poucas informações que facilitariam o seu trabalho, tanto como variáveis do ambiente, sejam umidade e incidência solar, até previsão detalhada de microclima na sua região. Dessa forma, a tomada de decisão pode ser afetada não trazendo os melhores resultados.

3 – Metodo ineficaz

Outro ponto constatado, é que os métodos utilizados hoje podem estar defasados. Muitas práticas agrícolas são passadas de geração em geração, funcionando e existindo de forma empírica. Isso não quer dizer que o conhecimento histórico não seja bom, mas sim que há espaço para melhoria e desenvolvimento. Ao passo que os aspectos do ambiente mudam, as práticas podem e devem se adaptar.

4 – O que não é medido não é gerenciado

No meio administrativo, e muito comum falar que “o que não é medido não é gerenciado”, ou seja, se não tenho informação precisa da minha fazenda, fica muito difícil de gerenciar ela da melhor forma.
O horticultor, por exemplo, dependendo da quantidade de cultivares na sua propriedade, tem dificuldade para compreender a rentabilidade individual de cada um dos seus produtos. Notamos que cada vez mais são usadas ferramentas para o controle e a visualização destes dados, porém ainda existe um grande espaço para a profissionalização do plantio familiar

Uma produção agrícola não tem a estrutura física de uma empresa, o que não quer dizer que ela não seja uma! Você já viu uma empresa eficiente que não mede seus resultados e ações?

5 – Desperdicio de Recursos

O desperdício é um resultado final dos problemas citados.

Sem o conhecimento preciso das necessidades da planta, o agricultor deixa de otimizar seu uso de insumos, causando maiores custos e diminuindo a produtividade. O impacto positivo na plantação é buscar aplicar apenas o necessário para o melhor desenvolvimento das plantas, ou seja, aumentar o uso de algum fertilizante, ou maior quantidade de água, nem sempre significam melhores resultados. Para o ser humano, tudo que em falta ou em excesso, traz um resultado ruim para a saúde, a mesma regra vale para as plantas.

A partir desses problemas, dentre outros, a Elysios surge para ajudar e impulsionar o crescimento da agricultura familiar no Brasil, solucionando esses problemas e dificuldades de uma maneira acessível.. Quer saber mais? Conheça mais sobre a nossa solução aqui.

Close Menu